meu cachorro está comendo caquinha

18/06/2021

 Mirian Ribeiro    Dicas para donos de Cães




Imagem Blog Tunghats Resort

Seu cachorro está comendo cocô? Apesar de nojento, isso pode acontecer e você precisa agir para entender o por quê e acabar com isso.


A Coprofagia é o ato de comer as próprias fezes ou os dejetos de outros animais. Ela pode indicar doenças ou problemas comportamentais. E como tutor, o que você precisa saber e deve fazer quando seu cachorro comer cocô?


Problemas de Saúde


Um cão que come as próprias fezes ou as de outros animais pode estar com verminose, deficiência nutricional ou dificuldade de absorção de nutrientes. Por isso é muito importante que você leve seu cão ao veterinário para que alguns exames sejam realizados. 


A falta de atividades físicas e estímulos mentais também podem causar ansiedade e estresse no cachorro, resultando na possibilidade de coprofagia.


Problemas Comportamentais


Na maioria dos casos, a coprofagia é um problema comportamental. O cão come o próprio cocô para chamar atenção imediata de seu tutor. Mesmo se a atenção for negativa, conta para o cão aquele contato e interação.


A atenção negativa, como uma punição após o cachorro fazer coco no lugar errado por exemplo, também pode levar o cão a comer o cocô como forma de evitar aquela punição - se ele come o cocô, o cocô some e ele não será punido - seu cão encontra uma forma de “esconder” as fezes.


Existem linhas de estudo que justificam que alguns cães comem fezes porque se sentem atraídos pelo cheiro, textura e sabor. Na realidade, as mães têm o instinto natural de lamber as fezes e urina de seus filhotes quando recém nascidos para estimular e mantê-los limpos. 


Como fazer para o cão parar de comer cocô?

 

Se o seu cachorro está comendo cocô, o primeiro passo é levá-lo ao veterinário e realizar os exames adequados para identificar se o problema é de saúde ou comportamental.

 

Para evitar que seu cão coma as fezes, ofereça somente rações de qualidade e balanceadas. Ter uma alimentação adequada evita que o cão venha a ter deficiências nutricionais;

Oferecer atividades físicas, passeios e brincadeiras que estimulam seu cão mental e fisicamente, são essenciais para que seu cão não desenvolva hábitos desagradáveis originados da ansiedade, tédio e estresse;

Sempre que possível, recolha as fezes logo após a defecação mas sem seu cachorro ver - se seu cão perceber que você está tirando o cocô logo após ele fazer, ele pode associar que ele deve “sumir” com as fezes rapidamente, o que pode estimular o comportamento indesejado;

As broncas, na cabeça de seu pet, podem servir como fonte de atenção o que pode estimular comportamentos indesejáveis;

É importante ressaltar que você deve consultar seu veterinário de confiança para descartar a possibilidade de doenças e para orientar a respeito de uma alimentação balanceada.


E seu cachorro? Já comeu caquinha? Compartilhe conosco nos comentários se o problema foi comportamental ou um problema de saúde. Para mais dicas, notícias e histórias para você e seu cachorro, acompanhe nosso Blog do Tunghat’s Resort!!! Fique conectado em nossas redes sociais: Facebook e Instagram! E inscreva-se no nosso canal do YouTube!


gostou? comente!

Todos os Direitos Reservados © 2016 - Designed by: Th-Project.com